Os craques também jogam #13 Miguel Cardoso

Os craques também jogam #13 Miguel Cardoso

A 13ª edição desta nossa rubrica trás um dos nossos talentos fora-de-portas para o nosso cantinho. Miguel Cardoso – Мигел Кардозу em Russo – atua na Primeira Liga Russa ao serviço do Dínamo de Moscovo e é um tremendo fã de Football Manager há mais de 15 anos!

Tendo passado grande parte da sua formação ao serviço do Benfica, terminou-a ao serviço do Real SC tendo também sido lá que começou a dar os primeiros passos como Sénior. De lá seguiu-se a experiência ao serviço do Deportivo de La Coruña tendo duas épocas depois voltado a Portugal: primeiro ao serviço do União da Madeira e por fim ao serviço do Tondela, clube onde finalmente conseguiu mostrar e potenciar todas as qualidade que lhe anteviam o que lhe proporcionou a transferência para o histórico Russo, Dínamo de Moscovo.

Acompanha-nos nesta conversa e sabe mais sobre este craque Português!

FMPortugal.net: Como surgiu esta tua paixão pelo CM/FM?

Miguel Cardoso: Esta paixão pelo jogo começou por ver o meu irmão a jogar, ainda quando se jogava o CM. Foi aí que ganhei o “vício” e ainda durante até hoje.

FMPortugal.net: Como foi a tua reação quando te viste pela primeira vez no CM/FM? Costumas interagir com o teu “boneco”?

Miguel Cardoso: Antes de ser criado, lembro-me que tinha sempre aquela vontade de me ver e assim poder contratar e acompanhar o crescimento, no entanto, assim que apareci acabei por nunca jogar com o meu boneco. (risos)

FMPortugal.net: Tens por hábito seguir o percurso do teu ‘boneco’? Ou procuras sempre desviá-lo para as equipas onde estás a treinar? (risos)

Miguel Cardoso: Apesar de ter sentido aquela tremenda vontade no início, acabei por nunca o desviar. Confesso que de vez em quando dou uma vista de olhos para ver como ele vai evoluindo, mas não o acompanho regularmente.

FMPortugal.net: Relativamente à forma como estás retratado no FM, o que alterarias para melhor e… pior? Atualmente, estás sob ‘controlo’ dos nossos colegas responsáveis pela Rússia, mas podemos dar-lhes uma palavrinha….! (risos)

Miguel Cardoso: A Equipa de Pesquisa ao nos observar ‘do lado de fora’ sabe melhor que ninguém os números que definem para cada jogador. É claro que gostamos sempre de ter um pouco mais em determinados atributos, mas sendo tudo isto algo subjetivo, de forma justa posso dizer que o perfil que me fizeram satisfaz-me na sua generalidade. Estão de parabéns!

Perfil de Miguel Cardoso no FM 2020

FMPortugal.net: Confessa-te: costumas reiniciar quando ‘aquela’ final ou ‘aquele’ jogo vital te corre mal, ou enfrentas a direção e adeptos perante o desaire e tentas reconquistá-los com novos resultados?

Miguel Cardoso: Quando comecei a jogar CM e também no início da era FM, confesso que fazia alguma batota porque nunca gostei de perder! (risos). Mas hoje em dia não: tento fazer um percurso que seja sempre o mais realista possível.

FMPortugal.net: Jogas (ou já jogaste) com colegas de profissão? Que recordação tens desses tempos?

Miguel Cardoso: Nunca fui muito de jogar on-line e partilhar saves com colegas mas tirando isso, há sempre alguns momentos engraçados como levar a equipa da minha região até à Primeira Liga ou ser campeão com o Vitória SC logo na segunda época.

FMPortugal.net: Por fim, e deixando um pouco de lado a ‘realidade virtual’, após já teres estado fora-de-portas pelo Deportivo de la Coruña, na época passada assinaste por um histórico Russo: o Dínamo de Moscovo. Foi complicada a adaptação à Rússia? Quais foram as principais disparidades que sentiste comparativamente para Portugal?

Miguel Cardoso: Confesso que nos primeiros seis meses, até estar adaptado à equipa e à cidade, custou um pouco apesar de já ter tido uma experiência no estrangeiro anterior, mas sendo Espanha não sentimos tanto a diferença para o nosso País.

Além do entrave linguístico, a maneira de ser deles foi outro dos meus choques iniciais, já que são bem mais frios e de todo não tão acolhedores como os Portugueses, por exemplo. A escrita foi outros dos aspetos que me fez muita confusão, porque olhamos e por mais que nos esforcemos, não percebemos nada do que lá possa dizer! (risos) Mas, tudo isto faz parte da adaptação que somos sujeitos em qualquer país, pelo que passado todos estes meses já estou completamente ambientado e a gostar muito de cá estar.

Questões Rápidas:

Primeira edição que jogaste?

CM 03/04

Edição favorita?

Nenhuma em especial. Acaba sempre por viciar (Risos)

Liga favorita para jogar?

Liga Portuguesa

Equipa favorita para jogar?

Nenhuma! (risos) Procuro sempre equipas de escalões inferiores ou começar desempregado.

Jogador favorito que já tiveste em qualquer edição?

Evandro Roncatto (bons tempos em que jogávamos CM!)

Melhor clube que viste o teu boneco se transferir (sem qualquer influência tua)?

Honestamente, nem sei! (Risos) Deixo essa questão para quem ler esta entrevista, espreitar onde eu estou.

 

Miguel Cardoso, um exemplo de persistência e contínua dedicação que o levou ao sucesso! Apesar de épocas em que não teve as oportunidades que queria e merecia, sempre batalhou até que conseguiu mostrar todas as capacidades que tinha e isso fez-lhe chegar onde atualmente está: ao alto nível.

Fiquem com o primeiro golo da época 2019/2020 na Primeira Liga Russa e que foi marcado pelo próprio Miguel Cardoso ao serviço do Dínamo de Moscovo:

Espreita mais entrevistas da rubrica “Os Craques Também Jogam”:

O que tens a dizer sobre isto?