FMPortugal

Tudo para o teu jogo.

Publicado em: 7 Agosto por: FMPortugal

Treinadores de Sofá #2 Wilson Teixeira conta-nos os seus segredos no Football Manager

Wilson Teixeira, para além de treinador de sofá, também o é, na vida real, estando neste momento a treinar na 2ª divisão Iraniana, o Qashqai Shiraz. Conhecido em Portugal pelas seus participações em reality shows, ainda tenta ganhar nome no panorama do futebol Português, apesar disso, um dos seus objetivos profissionais é de treinar futuramente o “seu” Sporting.

Entre outras curiosidades, fala-nos sobre a recruta e como foi trabalhar com um antigo membro da equipa de Pesquisa Portuguesa, nas suas equipas técnicas, antes desta sua aventura no estrangeiro.

Wilson Teixeira no Irão
Wilson Teixeira no Irão

POP: Jogavas Football Manager antes de te tornar treinador na vida real? Ajudou a aguçar o interesse em seguir a carreira como treinador?

Wilson Teixeira: Sim, sempre gostei de jogar qualquer jogo virtual que estivesse relacionado com a grande paixão da minha vida: futebol. Não posso dizer que o FM tenha ajudado a aguçar o meu interesse, porque a paixão que tenho por este desporto e pelo treino seria a mesma ou maior. O que posso considerar que o FM me ajudou a fazer, foi a desenvolver as minhas competências em termos de organização e trabalho de um treinador e também linguísticas, porque sempre joguei este jogo em inglês e isso tem sido uma grande ajuda desde então.

POP: Qual a tua primeira recordação de jogares CM/FM? Foi com o “teu” Sporting?

Wilson Teixeira: A primeira recordação que tenho ainda é do antigo CM. Um colega meu de escola, quando eu tinha para aí 12/13 anos, falou-me de um jogo muito giro sobre futebol e gestão de equipas. Eu na altura jogava o Elifoot e vi no CM algo muito mais completo. Já não me recordo com que equipa me estreei, mas provavelmente deve ter sido com o Sporting ou com uma equipa italiana, campeonato que a par do inglês sempre gosto de acompanhar/ver e onde um dia gostaria de ter a possibilidade de trabalhar.

POP: És tão exigente e detalhista nos teus saves, como és na vida real? Analisas adversários antes de os enfrentar?

Wilson Teixeira: Não. Na vida real sou e tenho de ser muito mais exigente e detalhista. O jogo virtual é algo que vejo como um passatempo e uma diversão. Mas quem me conhece sabe que nem a brincar gosto de perder ou de não ganhar, por isso faço o que sinto necessário para vencer nos meus saves virtuais também.

POP: Tentas implementar equipas virtuais, os modelos tácticos e respectivas dinâmicas que utilizas na vida real ou optas por desenvolver tácticas consoante as características e qualidade dos jogadores que tens no plantel?

Wilson Teixeira: A meu ver os sistemas táticos e os modelos de jogo das equipas são definidos pelos jogadores. Por exemplo, se tiveres dois centrais “pésudos”, pouco evoluídos no passe curto e com pouca capacidade para construir na primeira fase de construção, não faz muito sentido optares por um modelo de jogo ofensivo que assente no ataque posicional. O principal objetivo do jogo é vencer! Então tens de fornecer à tua equipa as melhores condições de conforto que se coadunem com as características e qualidades individuais dos jogadores que tens no plantel, claro!

POP: Quando foi a primeira vez que viste o teu “boneco” no jogo? Alguma vez o contrataste para as tuas equipas técnicas como adjunto, fazendo uma dupla Wilson-Wilson? Caso a resposta seja sim, tomarias em consideração os seus conselhos, ou optarias sempre pelas tuas ideias?

Wilson Teixeira: Penso que foi no FM 16. Já tentei contratá-lo várias vezes, mas nunca consegui. Os índices de fidelidade aos clubes onde o meu “boneco” está são sempre altos e ele “rejeita-me” sempre ou quase sempre! Se o conseguisse contratar seguiria muitos dos seus conselhos mas a palavra final seria sempre minha, porque não gosto nada de me arrepender por não ter seguido as minhas ideias.

POP: Um dos maiores problemas que os assistentes de pesquisa encontram nas suas tarefas, é de avaliar membros de staff, uma vez que é praticamente impossível saber como estes trabalham no seu dia-a-dia, sendo que avaliar consoante resultados é de uma extrema injustiça para com todo o trabalho realizado durante a semana.

Achas que o Football Manager deveria encontrar uma outra forma de avaliar treinadores?

Wilson Teixeira: Concordo em absoluto que o avaliar um treinador/profissional de futebol consoante os resultados seja uma tremenda injustiça, para com todo o trabalho realizado durante a semana, porque muitas vezes os resultados também são fruto das condições que o clube pode oferecer e da qualidade individual dos próprios jogadores. Muitas vezes as pessoas falam sem saber e desconhecem o que vai “dentro dos conventos” que são os clubes de futebol. Claro que se tu não tens jogadores à altura, se o clube não paga o mesmo que os outros clubes ou se as tuas condições de trabalho forem inferiores, tu tens mais dificuldade em mostrares resultados. Mas o teu valor profissional está todo lá! Neste aspeto, eu penso que a mentalidade das pessoas que avaliam de forma arbitrária os treinadores deveria de mudar. Quem melhor pode avaliar o trabalho de um treinador são os jogadores que são ou foram treinados por eles. E talvez essa fosse uma forma interessante de o FM conseguir avaliar de outra forma os treinadores.

Wilson Teixeira no FM2018
Wilson Teixeira no FM2018

POP: No teu caso em específico, o problema da tua avaliação acabou por ser contornado, porque a certa altura, recrutaste para a tua equipa de staff, um membro da equipa de pesquisa, o Zé Serrão. O que te levou a tomar essa decisão, de contratar um researcher, que não tinha experiência no mundo do futebol, e continuas convicto que foi uma decisão acertada?

Wilson Teixeira: Mais do que contratar para o meu staff um membro da equipa de pesquisa, eu contratei alguém que me fez sentir que tinha uma paixão enorme pelo futebol e que gostava de me vir ajudar ao abraçar um projeto na vida real, passando do virtual para o real. Foi essa paixão demonstrada pelo Zé que me fez avançar por ele. A adaptação do Zé Serrão não foi fácil à nova realidade e ele foi percebendo todos os dias das dificuldades e responsabilidade que é fazer parte de uma equipa técnica e trabalhar todos os dias no futebol. Não estou arrependido. Neste momento, contudo, face as restrições que me foram impostas para contratação de Staff, o Zé não está comigo no Irão, mas tenciono voltar a trabalhar com ele em breve, porque mais do que um profissional que me ajudou imenso durante 3 épocas desportivas, é alguém que tal como eu se dedica, ama o futebol e com quem firmei uma amizade muito forte e que irá perdurar para vida toda.

POP: Soubemos que continuaste a considerar a tua avaliação um pouco abaixo do esperado, foste tirar satisfações (em tom de brincadeira) com o Zé devido a isso (risos)?

Wilson Teixeira: Eu e o Marco Almeida estamos sempre na brincadeira com ele, porque no jogo aparecemos com meia estrela ou uma estrela nas avaliações. Mas é tudo na brincadeira, porque sabemos que não passa de um jogo que serve apenas para diversão.

POP: Assinaste recentemente por uma equipa Iraniana, o Qashqai Shiraz, o teu maior projeto até ao momento. Tendo em consideração que não existe observação permanente da liga Iraniana, já tiveste curiosidade de pesquisar se existe alguém da equipa, na base de dados do jogo? E outros jogadores Iranianos para posterior observação ao vivo?

Wilson Teixeira: Não gosto de dizer que o Qashqaei é o meu maior projeto até ao momento porque tenho um enorme respeito, carinho e consideração por todos os clubes por onde passei ao longo dos meus 15 anos de carreira de treinador, e devo muito a todos esses clubes.
Fiz algumas pesquisas no motor de busca do jogo, mas não só. Isto porque quero estar o mais bem preparado e informado possível sobre o futebol iraniano e posso-te dizer que, neste momento, considero conhecer praticamente todos os jogadores e equipas da Pro Liga (1ª liga do Irão) e da Liga Azadegan (2ª liga do Irão, onde vou começar o campeonato dia 11 de Agosto com a minha equipa do Qashqai). Há muitos jogadores aqui com qualidade para jogarem e chegarem a outros patamares competitivos. Falta-lhes talvez um pouco de noções táticas e capacidade para conhecer os momentos táticos da organização do jogo. Esse é o trabalho que temos feito desde que chegámos e acredito que com a ajuda da nossa bateria de treinos e ensinamentos, possamos ajudar alguns destes “diamantes” a serem lapidados para chegarem a outros patamares.

 POP: O teu “boneco” do Football Manager já foi visto em variadas equipas, incluindo a treinar o Sporting. Já aconteceu em algum save teu? Tens esse sonho na vida real?

Wilson Teixeira: Por acaso nos meus saves, o máximo que aconteceu foi ver o meu “boneco” a chegar ao Feirense da primeira liga. Claro que a minha cadeira de sonho seria trabalhar no clube do meu coração, mas mais do que sonho, coloco isso como objetivo e meta a atingir. Praticamente todos os anos na minha carreira tenho tido uma evolução de patamar competitivo. Comecei a treinar seniores na última divisão distrital e hoje estou na 2ª liga do Irão. A minha ambição é chegar ao topo do futebol mundial e digo isto de forma realista e sem falsa modéstia: sinto que tenho condições, talento, conhecimento e capacidades para lá chegar.

POP: Alguma história engraçada que te tenha acontecido nas tuas simulações?

Wilson Teixeira: A coisa mais engraçada que vi acontecer no jogo foi o Benfica ter sido despromovido à 2ª Liga Portuguesa. Confesso que me fez rir muito esse save 😊

Resposta Rápida

Primeira edição que jogaste?

Championship Manager 3 (época 98/99).

Liga favorita para jogar?

CNS ou 2ª Liga. Também gosto de instalar updates dos distritais e começar com equipas de divisões inferiores.

Edição favorita para jogar no jogo?

A mais recente.

Jogador favorito em todas as edições?

O jogador que mais gostei de ter na minha equipa foi o Evandro Roncatto, numa edição (não me lembro qual) em que ele fez mais de 60 golos na 1ª liga. Depois houve também outros marcantes como o Tó Madeira, o Tsigalko ou o Hugo Pinheiro. Mas o Roncatto foi o Roncatto 😊

Maior feito?

Tenho vários, mas lembro-me de um que foi especial. No ano em que ajudei a reativar o futebol do Clube Futebol de Chelas, depois de 23 anos de inatividade desportiva no clube, fiz um save com o CF Chelas no Update dos distritais. Comecei na última divisão distrital e levei a equipa até à 1ª Liga, tendo qualificado para a Pré-eliminatória da Champions e vencido duas vezes a taça de Portugal ao fim de 15 épocas. Tudo isto sem cheats ou batota. Foi esse realmente um save especial, pena que não tenha conseguido ir mais longe com ele, porque deu crash dump e não consegui carregar mais esse save. 😊

Wilson Teixeira e Zé Serrão, antigo researcher da equipa de Pesquisa Portuguesa.
Wilson Teixeira e Zé Serrão, antigo researcher da equipa de Pesquisa Portuguesa.