Diogo Jota – As razões de gostar de Football Manager

Diogo Jota – As razões de gostar de Football Manager

O Football Manager foi falar com o nosso conhecido, Diogo Jota, que apesar da sua idade jovem, já é um veterano desta saga.

O que te faz escolher uma determinada equipa para treinar?

As minhas escolhas têm sempre uma razão. Na maioria das vezes, faço carreiras com o clube que representava nas camadas jovens (Gondomar), mas eu também gosto de fazer saves em divisões inferiores.

Tenho igualmente por hábito, treinar o Paços de Ferreira, por ser um clube que tem um significado especial para mim. No entanto, comecei a jogar na edição FM 2008 e desde então já treinei as mais variadas equipas.

Qual é a primeira coisa que fazes, quando começas um novo save?

Normalmente, começo por analisar o plantel que tenho ao meu dispor, porque nem sempre conheço todos os jogadores. Posteriormente tento encontrar uma táctica que seja compatível com as qualidades dos meus jogadores mais importantes.

Como atacas o mercado de transferências?

Uma das minhas maiores qualidades é o controlo financeiro! Tento não gastar muito, para ter sempre as finanças saudáveis.

Quando atacas o mercado, quais são os atributos que procuras?

Por norma, quando treino equipas “pequenas” passo muitas horas a procurar jogadores.

As recomendações dos olheiros são essenciais para isso, mas também vejo os atributos individuais dos jogadores. Sou jogador e fruto disso tenho um conhecimento natural das qualidades um jogador deve ter, uso esse conhecimento para atacar o mercado. Obviamente que também tento contratar-me sempre que posso.

Qual é o teu tipo de jogador favorito?

Tenho hábito de jogar em 4-2-3-1 e para esse sistema funcionar, necessito de um determinado tipo de jogadores. Extremos com velocidade, e que saibam cruzar, enquanto no meio, prefiro pontas, com excelente capacidade finalizadora. Mas a posição que realmente admiro é o 10! Procuro sempre alguém com passe e visão acima da média, e se possível, que também sejam bons marcadores de bolas paradas.

Qual a tua maior proeza no Football Manager?

O meu save mais recente foi com o Gondomar, do Campeonato de Portugal (3º nível). Tenho sempre um objectivo em mente, quando inicio uma nova carreira. Neste save a ambição era de não desistir até ser a melhor equipa da Europa…o que aconteceu em 2031!

Pelo meio tive bastante sucesso interno, e até construí um novo estádio.

O teu melhor save?

Foi este mesmo que mencionei. Consegui o primeiro troféu em 2023/24 com a conquista da taça de Portugal. No ano seguinte venci a Liga Europa, e passado mais um ano, finalmente conquistei a Primeira Liga Portuguesa. Obviamente que a jóia da coroa, foi a Liga dos Campeões em 2030/31!

No total venci 5 supertaças, 3 ligas Portuguesas, 3 taças de Portugal, 4 títulos a nível europeu e um mundial de clubes. Pelo caminho, também fui nomeado treinador da seleção Francesa, com a qual conquistei um mundial e taça das Confederações.

Parei após 13 épocas e meia, logo depois de conquistar o mundial de clubes.

Melhor contratação?

Em Janeiro de 2031 contratei-me, mesmo a tempo da minha melhor época no save. Marquei o penalti decisivo da final da Liga dos Campeões. Foi um momento inacreditável!

Contratação mais desapontante?

Lembro-me de ter contratado um avançado chamado Duk (Benfica), que tinha acabado de ter uma época a bom nível, numa divisão acima da minha. Gastei grande parte dos meus recursos financeiros, na sua contratação, mas no final, foi um verdadeiro fiasco.

Um golo em 20 jogos!

Porque gostas de Football Manager?

Sou uma pessoa muito determinada, então, quando tenho um objectivo, não desisto até conseguir o que quero.

Gosto da evolução do jogo. Para quem quer ser um treinador no futuro, como eu, as múltiplas funcionalidades que existem no jogo, servem para aprendizagem.

Para além disso, como estou constantemente em viagem, jogo o Football Manager para ocupar o tempo!

artigo original em inglês

Primeiro Video do FM 2020

O que tens a dizer sobre isto?